Deprecated: Elementor\Core\Responsive\Responsive::has_custom_breakpoints está obsoleto desde a versão 3.2.0! Use Plugin::$instance->breakpoints->has_custom_breakpoints() em seu lugar. in /home/u275105454/domains/onboardmobility.com/public_html/wp-includes/functions.php on line 4861

Deprecated: Elementor\Core\Responsive\Responsive::has_custom_breakpoints está obsoleto desde a versão 3.2.0! Use Plugin::$instance->breakpoints->has_custom_breakpoints() em seu lugar. in /home/u275105454/domains/onboardmobility.com/public_html/wp-includes/functions.php on line 4861
ONBOARD - transformação digital na mobilidade urbana

A ONBOARD é para quem?

Operadores de transporte

Sejam públicos ou privados, facilitamos a gestão e o fortalecimento dos negócios por meio de receitas acessórias.

Lojistas da rede credenciada

Pela cidade comerciantes são porta de entrada para sistemas de transporte por meio da venda de créditos. Com um app exclusivo, facilite a gestão e comunicação com sua rede.

Cidades e governos

Tenha uma interface com o operador de transporte público. Dados em tempo real que garantem transparência na concessão.

Clientes finais

Múltiplos canais de relacionamento, digitalização de serviços e mais. O cliente do século XXI não quer filas. Só facilidade e eficiência.

Perguntas frequentes

A ONBOARD surgiu com o propósito de digitalizar os sistemas de transporte público melhorando a experiência dos passageiros através dos métodos de pagamento. Ao tentar integrar nossa solução às bilhetagens eletrônicas tradicionais, nós enfrentamos uma enorme resistência de sistemas fechados e ultrapassados que cobram valores exorbitantes para integrações simples.

Isso motivou a ONBOARD a construir uma bilhetagem diferente, aberta e que não se desatualiza nunca. Baseada em APIs para possibilitar e facilitar integrações, a bilhetagem da ONBOARD já nasce integrada à telemetria, aplicativos e chatbots. 

A Bilhetagem Digital é baseada no conceito ABT – Account Based Ticketing, onde todo cliente tem uma conta com o sistema que permite a integração com qualquer outro

A Bilhetagem Digital é uma marca e conceito que compreendem soluções de Hardware e Software responsáveis pela transformação digital de sistemas de transporte público.

Quando a bilhetagem eletrônica surgiu não existiam smartphones, redes sociais, Uber ou patinetes por aí e a internet móvel tinha acabado de nascer. De lá pra cá o mundo mudou e a bilhetagem também precisa mudar para devolver o protagonismo e a competitividade ao transporte público fazendo dele o elo de conexão da mobilidade urbana atual.

Para isso, a bilhetagem precisa ser online, integrada à telemetria, a aplicativos, chatbots e redes sociais e aceitar múltiplos métodos de pagamento. Além disso, precisa ser capaz de integrar outros meios de transporte, reduzir custos operacionais, multiplicar canais de atendimento e facilitar a vida dos passageiros.

A bilhetagem atual precisa ser Digital.

O DBD é o primeiro e único dispositivo que une Validador, AVL (telemetria) e a UCP (Unidade Central de Processamento) em um único equipamento. 

Além de aceitar todos os smart cards (Mifare, Cipurse, Calypso), QR Code, NFC e cartões Bancários, o equipamento possui GPS, Bluetooth, conexão 4G e Wi-fi, 04 slots para SAM, interface com sistema CAN e muito mais.

Por estar online, o DBD está sempre transmitindo os dados em tempo real, ou seja, os dados da bilhetagem chegam ao servidor antes mesmo dos ônibus chegarem à garagem.

Atualizações remotas também são possíveis fazendo com que os equipamentos estejam sempre em sua versão mais atual e também possam receber comandos de Centrais de Controle Operacional (CCOs). Por ser um equipamento IoT (Internet of Things), o DBD é fundamental para smart cities, pois ele se conecta a centrais semafóricas e prioriza o transporte público nas vias. Aumenta, assim, a sua velocidade, que por sua vez reduz custos operacionais e aumenta a satisfação dos passageiros. 

E se tudo isso já não fosse bom o suficiente, o DBD ainda é mais barato que qualquer validador do mercado. 

Consulte mais informações.

Com certeza! Não só o validador como o AVL (telemetria) e a UCP (Unidade Central de Processamento) também.

O DBD, além de aceitar todos os métodos de pagamento disponíveis hoje no mercado também realiza a telemetria através do GPS e da CAN dos veículos e gerencia os periféricos embarcados tais como câmeras, console do motorista e Wi-fi.  

Através dele é possível acompanhar a arrecadação da bilhetagem, monitorar a posição dos ônibus, obter informações relativas à condução dos veículos, se comunicar com o condutor, realizar atualizações remotas e até mesmo saber o nível da bateria automotiva, tudo isso em tempo real.

A ONBOARD trabalha com a venda ou aluguel dos equipamentos e com uma licença do software. 

O investimento vai variar de acordo com número de equipamentos e módulos contratados como bilhetagem, telemetria, atendimento, reconhecimento facial, contagem de passageiros, etc.

Independentemente se você comprar ou alugar os equipamentos, a licença da ONBOARD garante que você esteja sempre com a versão mais atual do software sem que você precise pagar nada mais por isso.

É simples assim! Sem custos adicionais, letras miúdas ou qualquer surpresa. 

Solicite uma proposta.

Utilizando câmeras de segurança (CFTV) o software da ONBOARD consegue fazer a contagem de passageiros por meio de tecnologias em Visão Computacional. Pouco explorada no mercado, essa tecnologia nos garantiu até hoje cerca de 90% de fidelidade em seus resultados. A solução da ONBOARD permite ainda o cruzamento dos dados da contagem de passageiros com o GPS para saber quantos passageiros subiram e desceram em cada ponto da linha

Nós já temos chatbots operando na SPTrans em São Paulo (SP), na Transfácil e no Ótimo em Belo Horizonte e região metropolitana (MG), além de cases com a Gontijo no transporte rodoviário. Ao todo são 06 sistemas que já transformaram digitalmente seus atendimentos reduzindo seus custos e aumentando a satisfação de seus clientes.

Na Bilhetagem Digital, estamos executando um piloto no Metrô Bahia em Salvador (BA). E em processo de implementação nas cidades de Uberaba (MG), Apucarana (PR) e Catanduva (SP) que estão modernizando suas operações substituindo por completo suas bilhetagens pela Bilhetagem Digital da ONBOARD.

Além disso, contamos com uma fila de mais 30 mil ônibus, dos 107 mil em sistemas de transporte público do Brasil, interessados na nossa tecnologia que em breve estará presente em todo Brasil. 

Sim! O novo sistema de pagamentos do Banco Central é uma das opções de pagamento disponibilizadas por nossos aplicativos. Mas é importante dizer que o PIX é uma forma de recarga da carteira digital do transporte público e não um jeito de acessar diretamente os serviços de mobilidade.

O PIX até pode ser usado direto no DBD, mas como pode levar até 10 segundos para concretizar uma transação, enquanto que com cartões tradicionais ou o QR Code disponibilizado pela Bilhetagem Digital são apenas milissegundos, isso faz com que o PIX não seja a melhor opção para o embarque. No entanto, os clientes que desejarem poderão recarregar suas carteiras utilizando PIX, e continuam a usar os meios mais rápidos da Bilhetagem Digital para acessar os serviços, evitando filas e atrasos. 

Sim! O DBD aceita cartões bancários com tecnologia contactless das bandeiras Mastercard, Visa e Elo.

Entendemos os cartões bancários como uma solução inteligente para turistas e usuários pouco frequentes. Enfatizamos a necessidade de canais próprios com o consumidor final para fidelização, recorrência e reconhecimento de marca. Cartões bancários não substituem carteiras digitais ou cartões tradicionais!

O da ONBOARD, sim!

Para as plataformas digitais a ONBOARD desenvolveu um QR Code dinâmico com validação no módulo SAM e outros mecanismos de autenticação offline que fazem da nossa solução a mais segura do mercado.

No aplicativo do Bilhete Digital da ONBOARD há benefícios adicionais como a impossibilidade de tirar print da tela do QR Code e o aumento do brilho na tela para facilitar seu uso.

Já o QR Code impresso da ONBOARD também é extremamente seguro, pois além de utilizar uma série de mecanismos de autenticação sua validação é feita no módulo SAM e online.

Além disso, pelos aplicativos de Operação e Rede de Vendas oferecidos pela ONBOARD é possível verificar a validade dos QR Codes.

O Bilhete Digital é a carteira digital da ONBOARD que integra todos os sistemas de transportes conveniados em sua plataforma, ou seja, o recurso que o cliente tem nesta carteira pode ser usado em qualquer sistema que a ONBOARD opera e que tenha firmado um convênio para operar.

A vantagem para o operador firmar esse convênio é que a ONBOARD se encarrega de atrair e atender os clientes, além de toda a manutenção dos canais (aplicativo, chatbots e site).

Como o sistema de bilhetagem da ONBOARD é aberto e baseado em APIs, os operadores de transporte também podem criar e operar suas próprias carteiras digitais ou estabelecer convênios com carteiras já existentes no mercado.

Sim! Dentro da oferta da ONBOARD são disponibilizados 02 aplicativos.

O aplicativo de Operação que é utilizado para instalar e configurar os DBDs, abrir e fechar viagens, conferir a arrecadação de motoristas ou cobradores, conferência de giros de catraca, conferência da validade de QR Codes, notificações e plataforma de troca de mensagens.

O aplicativo de vendas é utilizado para comercializar créditos do sistema de transporte público. Podendo ser usado tanto pela rede de vendas própria do operador de transporte quanto por uma rede terceirizada credenciada. Além da venda, o aplicativo permite a consulta da validade dos QR Codes e consulta do histórico de vendas e realização dos repasses financeiros.

Com o sistema da ONBOARD os créditos podem ser vendidos em bilheterias, redes de venda próprias ou terceirizadas, terminais de autoatendimento, aplicativos, chatbots e sites próprios ou de terceiros, tudo por meio de APIs.

Através do sistema do nosso sistema ainda é possível gerenciar a rede de vendas criando o cadastro, estabelecendo comissionamento, periodicidade de repasses financeiros e limite de vendas, além da consulta dos históricos de venda e emissão de relatórios.

A redução de custos começa na compra ou aluguel dos equipamentos. O DBD já é mais barato que os validadores do mercado mesmo sendo o mais completo e moderno entre eles. Se não bastasse isso, ele também é um AVL e uma UCP. Ou seja, investindo em um DBD você economiza o dinheiro de praticamente três equipamentos. 

Com atualizações constantes e o sistema de monitoramento individual dos equipamentos da ONBOARD que permite saber até a temperatura de cada DBD e assim realizar manutenções preventivas que somadas a impermeabilidade e a robustez de seu design certificado por laboratórios especializados, aumentam a vida útil dos equipamentos.

Além disso, os custos operacionais da Bilhetagem Digital são muito mais baixos que das bilhetagens eletrônicas, pois diminui os custos com postos de atendimento e rede de venda, diminui a dependência de cartões, e mitigam as fraudes.

Sim! A ONBOARD está adaptando seu sistema de Bilhetagem Digital para o transporte rodoviário a fim de também levar a transformação digital para este segmento.

Fale com nosso time

Compartilhe isso: